Como gerir um projeto de marketing e desenvolver sua equipe

Se você é um gerente de marketing, muito além da habilidade de criar planos estratégicos, estruturar canais de aquisição de clientes e relacionamento, um gerente também possui a obrigatoriedade em gerenciar e desenvolver as pessoas do seu time. Por isso para te ajudar, nesse artigo te auxiliaremos com algumas formas e metodologias para aplicar no dia a dia na gestão da sua equipe.

Objetivo do seu projeto

Um projeto de marketing pode ter diversos objetivos, muitas vezes um novo gerente pode ser contratado, por exemplo, para implementar uma área de performance em um e-commerce ou estruturar a comunicação e posicionamento de marca da empresa. Por isso o objetivo de projeto de um gerente deve estar bem claro para empresa e para ele, pois isso irá impactar diretamente nos recursos necessários para desenvolver esse projeto.

Processos do projeto

Com o objetivo bem alinhado entre marketing e a diretoria da empresa, o gerente deverá desenvolver ou reestruturar os processos do projeto, para que seja possível mapear as necessidades de pessoas, fornecedores, tecnologias e entre outros itens.

Exemplo de processo: para implementar um novo canal de venda como o e-commerce para a rede de varejo em que está inserido, o gerente será responsável por mapear todos os itens para fazer a integração correta de acordo com as necessidades e características do negócio, avaliando fluxos do processo organizacional, organograma para desenvolvimento do processo, treinamento, entre outros fatores.

Pessoas ideais para o seu projeto

Assim como um técnico de futebol, muitas vezes um gerente pode ter bons e péssimos profissionais em seu time, por isso com o processo estruturado e mapeado, você será capaz de identificar quais serão as pessoas que ficarão no seu time ou qual tipo de pessoas será necessário efetuar a contratação, tanto em quesitos comportamentais quanto técnicos.

Fornecedores para desenvolvimento do projeto

Em diversas etapas de um projeto de marketing é necessário terceirizar algumas etapas específicas, tanto por conta do budget para contratação interna de profissionais quanto pelo know-how que alguns fornecedores podem trazer para o negócio. É muito comum a contratação de uma agência de marketing digital, por exemplo.

Organizando o seu time

Agora que você possui o objetivo, processos, pessoas e fornecedores é fundamental que você estruture a organização do seu time. Existem 3 pilares fundamentais, sendo eles:

  • Habilidade: antes de inserir uma responsabilidade em um membro do seu time, faça o diagnóstico da sua habilidade, como conhecimentos técnicos e também avaliações para saber se ele é mais comunicativo, analítico ou se ele possui outras características.  
  • Responsabilidade: esse parece ser semelhante com a próxima etapa, mas a responsabilidade é uma ação macro, por exemplo: o analista de marketing será responsável por gerar mais vendas através dos buscadores.
  • Tarefas: as tarefas são ações que o analista irá executar no dia a dia para cumprir com a sua responsabilidade, por exemplo: uma de suas tarefas é otimizar o site com as boas práticas de SEO, otimizar campanhas de links patrocinados e etc.

Alinhando objetivo e metas

Será impossível gerir e desenvolver a sua equipe, se as informações de expectativa não estiverem claras para ambos os lados, por isso passe para cada membro, os seguintes pontos:

  • Objetivo: essa é uma informação macro, por exemplo: ativando o e-commerce, a empresa deseja atingir R$ 2 milhões em faturamento mensal;
  • Fragmentando as metas em períodos: cada membro da equipe deve possuir uma meta fragmentada de acordo com a sua participação de resultado e também com a quebra de micro períodos, sejam semanais, diários ou mensais. Exemplo: o analista de marketing deve atingir uma meta de R$ 200 mil mensal em vendas pelos buscadores.

Obs: é importante que essas informações, sejam mensuráveis, pois aquilo que é mensurável, será possível melhorar.

Plano de desenvolvimento

Assim como uma empresa, um profissional também deve possuir um plano de desenvolvimento tanto para melhorar suas habilidades técnicas quanto comportamentais. Para facilitar você pode estruturar esse plano em documento simples que deve ser compartilhado com determinado membro da equipe com os seguintes tópicos:

Cenário atual X proposto: exponha em conjunto com o cenário atual e onde deseja que o analista chegue com o plano;

Plano de metas: coloque as metas que o analista deve atingir em determinado período de forma clara e mensurável;

Plano de estudo: no plano de estudo, insira cursos, certificados e leituras obrigatórias, isso até parece coisa de faculdade, na grande maioria das vezes as pessoas não atingem os resultados esperados pela falta de conhecimento.

Dicas: não desenvolva um plano de longo prazo, tente criar um plano trimestral.

Acompanhamento e feedback constante

Uma atividade que o gestor deverá aplicar trimestralmente para cada profissional da sua equipe e também fazer uma avaliação macro sobre como andam os resultados do time como um todo, são as seguintes:

  • Relatório de avaliação: esse relatório irá expor de maneira mensurável para que seja possível fazer a análise correta do período
  • Feedback: essa ação deve ser aplicada, sempre quando acontecer situações positivas quanto negativas
  • Plano de ação: em conjunto com os dados coletados no relatório e nos feedbacks pontuais, deverá ser feito um plano de ação para o próximo período.

Esperamos que esse artigo possa ajudar você melhorar a sua gestão. Se você gostou desse conteúdo ou tem alguma informação complementar? Deixe o seu comentário.

Consultoria gratuita para implementação do RDStation CRMPowered by Rock Convert

Alan Rocumback

Alan Rocumback é gerente de projetos na Agência Ciclo Digital.

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta

Fechar Menu