Descubra a diferença entre pequena empresa e startup

O termo inglês “startup” ganhou relevância na chamada “bolha da internet”, entre 1995 e 2001, quando as ações de novas empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), baseadas na Internet, tiveram uma forte alta.

Com certeza você já escutou alguém falar sobre startup. Talvez até conheça quem tenha uma, mas você consegue definir o que startup significa na prática? Melhor ainda, sabe explicar a diferença entre ela e pequena empresa?

A resposta para a sua dúvida depende do quanto quem fomenta uma startup pretende crescer. A questão aqui é: onde se almeja chegar?

Porém, antes de falarmos sobre as pequenas empresas, entenda um pouco sobre startups e grandes empresas.

STARTUPS x GRANDES EMPRESAS

Em uma startup, tudo começa a partir de uma ideia, de uma oportunidade. Essa ideia precisa atrair profissionais do mesmo setor.

Em um texto na revista Forbes, o CEO da Fundera, Jared Hecht, explica que antes mesmo de levantar investimento financeiro, é necessário provar o seu modelo de negócios no mercado.

Podemos dizer, então, que startups são as miniaturas das grandes corporações? Não! Startups visam:

  • Rapidez
  • Provocar grande impacto no mercado que pretendem atuar
  • Trabalhar com um modelo de negócios repetitivo, atingindo um número ilimitado de clientes sem que seus produtos precisem ter alterações particulares
  • Modelo escalável, visando crescer em receita, sem aumentar tanto os custos

STARTUPS x PEQUENAS EMPRESAS

Pequenas empresas mal respiram e já começam a gerar receita. Não são necessários grandes investimentos, nem muito tempo para pensar no que pode ou não dar certo. Normalmente, elas trabalham em espaço local ou regional. Surgem de uma necessidade.

As principais diferenças entre pequenas empresas e startups são as seguintes:

STARTUPS

  • Pretendem dominar o mercado
  • Possuem dificuldade de financiamento
  • São parceiras de seus financiadores
  • Não obtém resultados imediatos
  • Normalmente são empresas online ou voltadas à tecnologia
  • Ás vezes, são temporárias
  • Podem se tornar uma grande empresa ou até mesmo comprar uma

PEQUENAS EMPRESAS

  • Não precisam de um grande mercado
  • Precisam atender e alcançar todos de maneira eficiente
  • Possuem dificuldades de financiamento
  • Para atingirem suas metas, recorrem ao financiamento de dívidas por meio de empréstimos em bancos, o que gera juros
  • Pretendem ser autossustentáveis e duradoras

POR QUE DIFERENCIAR?

As diferenças entre os dois tipos de negócio são visíveis, mas as características de startups podem renovar pequenas empresas. Isso porque elas estão sempre antenadas e dispostas a resolver problemas.

Sem falar que saber essa diferença pode te ajudar a descobrir qual estilo de investimento cabe no seu sonho e qual tipo de empreendedor você é.

Descubra qual perfil empreendedor habita seu cérebro e seu coração. Então, os caminhos serão mais iluminados, seu planejamento vai ter embasamento, os parceiros surgirão e seu sucesso estará garantido no final dessa jornada emocionante que é começar – ou até reinventar –  um negócio.

Caroline Luz

Apaixonada por livros. Eles me levaram ao Jornalismo. Tenho experiência em produção de pautas para jornais televisivos, além de redação de textos para web. Uma entusiasta no universo do Marketing Digital. Escrever é minha redenção. E não, eu não tomo café.

Deixe uma resposta

Fechar Menu