Empatia e negócios: você é empático com seus clientes?

Empatia é uma atitude que tem sido cobrada com frequência no dia a dia. Ela demonstra respeito com o outro. E ser empático também pode melhorar suas relações no encantador universo dos negócios. Você tem sido empático na hora de lidar com seus clientes?

Se você ficou com dúvidas, não sabe o que responder… Uma boa opção para desenvolver essa atitude necessária no mundo dos negócios é utilizar o mapa da empatia. Você conhece?

O mapa da empatia é uma ferramenta de planejamento de negócio que pode te ajudar a conhecer melhor seu público-alvo, entender os pesadelos e, principalmente, os sonhos dele.

Com o mapa de empatia você tem uma boa perspectiva do que o seu público-alvo realmente quer, além de melhorar a interação com ele e criar hipóteses para descobrir o que rende resultados e o que não funciona para o seu segmento.

MAPA DE EMPATIA: COMO FAZER?

Antes de tudo, é importante observar, olhar com vontade de aprender e de fazer a diferença. Com desejo de ser melhor. É a observação que te leva até a criação de uma persona.

Identificada a persona, pegue um papel sulfite, seu computador, uma lousa… Não importa! Elenque três categorias: sentimentos, dores e necessidades. Faça de uma maneira que você entenda, como no exemplo abaixo:

Fonte: Resultados Digitais

Para descrever e compreender o seu cliente, seis perguntas são indispensáveis:

  • O que ele vê?

Quem são os amigos do seu cliente, qual é sua rotina? Compreenda o mundo dele!

  • O que ele ouve?

Quem serve de inspiração para seu cliente, quem são suas marcas favoritas, seus ídolos. De onde vem as informações que ele recebe?

  • O que ele pensa e sente?

Como ele enxerga o mundo? Saiba, além de suas preocupações, os sonhos dele também.

  • O que ele fala e faz?

Observe as atitudes e os assuntos do seu cliente. Hobbies são importantes também.  

  • Ele tem dores?

Frustrações podem ser uma ótima fonte de aprendizado. Saiba se ele já teve alguma no passado. E descubra o que ele tem medo que aconteça.

  • E quais são as suas necessidades?

Qual visão ele tem sobre sucesso? O que resolveria os problemas dele?

Tudo vai fluir melhor depois que o mapa de empatia for preenchido. Não é necessário que o problema seja seu, mas, sim, que você saiba reconhecer o do outro. E, é claro, que possa tentar oferecer soluções, novas perspectivas.

Depois de ter dado esse primeiro passo tão importante ou até para saber mais sobre ele, você pode entrar em contato com a nossa equipe por meio de alguma das nossas redes sociais abaixo para impulsionar ainda mais o seu empreendimento:


Caroline Luz

Apaixonada por livros. Eles me levaram ao Jornalismo. Tenho experiência em produção de pautas para jornais televisivos, além de redação de textos para web. Uma entusiasta no universo do Marketing Digital. Escrever é minha redenção. E não, eu não tomo café.

Deixe uma resposta

Fechar Menu